A Interação do Sistema Socioecológico e Educação Ambiental

Suellen da Silva Pereira

Resumo


A Educação Ambiental – EA foi um tema de grande discussão nos congressos mundiais de meio ambiente, como também nas áreas de pesquisas das universidades. No Brasil não foi diferente, em 1999 foi criada a Política Nacional de Educação Ambiental, estabelecendo que a EA deve ser desenvolvida no ensino formal e não formal. No documento proposto pela UNESCO, em 2002, foi estabelecida a importância da EA ao incentivar mudanças de comportamento que criarão ambientes mais sustentável no futuro. O próprio documento apresentou a necessidade de abordagens educacionais dentro do contexto das comunidades, inclusive nas cidades, a fim de promover melhor o aprendizado sobre aspectos sociais e ecológicos, como também o compromisso das cidades em gerenciar serviços ecossistêmicos e a biodiversidade fornecendo um potencial de oportunidades, experiências e aprendizagens nas práticas de gestão dos recursos. Desse modo, considerando também as iniciativas propostas pela UNESCO, o presente artigo tem como objetivo apresentar uma discussão, a partir do levantamento bibliográfico, para compreender se a EA desenvolvida no Brasil pode se apropriar teórica e metodologicamente das interações e perspectivas que se propõe o Sistema Socioecológico - SSE. 



Texto completo:

PDF (Português)

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2022 Suellen da Silva Pereira

Educação Ambiental (Brasil) | ISSN: 2675-3782

Revista sob Licença Creative Commons

Language/Idioma
02bandeira-eua01bandeira-ingla
03bandeira-spn