Políticas Editoriais

Foco e Escopo

A Educação Ambiental (Brasil) - EABRA [Brazilian Environment Education] (ISSN: 2675-3782) é um periódico destinado a publicação de artigos (científicos, de revisão bibliográfica, relatos de experiência, notas científicas), sendo estes resultados de pesquisas originais e inéditas nos diferentes ramos das Educação Ambiental e seus pares.

Informações gerais:

A Educação Ambiental (Brasil)  não cobra taxas de submissão nem publicação (APCs), sendo inteiramente gratuita .

De fluxo contínuo recebimento de artigos, o tempo médio da primeira decisão editorial é de até Três (3) meses a partir da data de submissão.

A Educação Ambiental (Brasil) não tem QUALIS/CAPES. Para outros indexadores clique aqui

A revista mantém os respectivos eixos norteadores:  

- Educação Ambiental e Cotidiano

Ambiente especial voltado para publicações científicas-informacionais de alta relevância para o periodo temporal em questão.

- Teoria em Educação Ambiental

Seção direcionada a publicações sobre a teoria e/ou epistemologia em Educação Ambiental.

- Educação Ambiental Aplicada

Espaço voltado a pesquisas da Educação Ambiental aplicadas.

- Estudos Ambientais & Educação Ambiental

Para pesquisas que mantém a Educação Ambiental como discussão secundária

- Relatos de experiências em Educação Ambiental

Ambiente direcionado a relatos de experiências sobre a Educação Ambiental.

- Educação Inclusiva

Espaço para trabalhos e pesquisas sobre Educação Inclusiva.

 

A revista tem como Quadrimestral a periodicidade de sua publicação. 

- Janeiro/Fevereiro/Março/Abril

Maio/Junho/Julho/Agosto

Setembro/Outubro/Novembro/Dezembro.

 

Políticas de Seção

Educação Ambiental Aplicada

Editores
  • Dr. Rodrigo Florencio da Silva
Verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares

Estudos Ambientais & Educação Ambiental

Editores
  • MSc. Jadson Freire-Silva
Verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares

Relatos de experiências em Educação Ambiental

Editores
  • MSc. Rutt Keles Silva
Verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares
 

Processo de Avaliação pelos Pares

(1)    Submissão do manuscrito

Artigos submetidos deverão respeitar as Diretrizes para autores

(2)    Desk Review – Procedimentos iniciais de avaliação

Uma vez submetido, o seu manuscrito será atribuído a um membro do nosso Conselho Editorial, que irá ler o artigo e decidir se é apropriado ou não para a revista (Desk Review). Os manuscritos que estiverem dentro do âmbito e respeitarem as políticas editoriais do periódico serão enviados a revisores externos.  A Revista adotará critérios éticos no que se refere ao processo de verificação de plágio.

(3)    Revisão por pares duplo cegas (Revisores Externos)

Durante a revisão por pares, os revisores poderão aceder ao manuscrito de forma segura utilizando o nosso sistema online, mantendo ao mesmo tempo o anonimato destes e dos autores (ou autoras) do manuscrito. É denominado esse procedimento de Revisão por Pares Duplo Cegas, uma vez que não há informações sobre os autores durante a revisão documental.

Na fase de submissão, os autores podem indicar um número limitado de cientistas que não devem rever o artigo. Os cientistas excluídos devem ser identificados pelo nome. Os autores podem também sugerir potenciais revisores; estas sugestões são muitas vezes úteis, mas nem sempre são seguidas. Caso não haja a recomendação de potenciais revisores, utilizaremos os revisores presentes no nosso banco de dados e adequaremos sua pesquisa ao pesquisador da área em questão.

As recomendações dos revisores podem ser (Rejeitar – Desenquadrado – Recomendar para outro periódico – Revisões Necessárias – Aceitar).

 (4)    Decisões após a revisão

Após a avaliação do manuscrito e o relatório dos revisores, o Membro do Conselho Editorial tomará uma das seguintes decisões:

Aceito

Onde é solicitada uma revisão menor, em que os autores revejam o seu manuscrito para responder a preocupações específicas

Revisões Necessárias

Onde é solicitada uma revisão importante, em que os autores revejam o seu manuscrito para responder a preocupações significativas e talvez empreender trabalho adicional

O manuscrito revisto deve ser submetido através da ligação de submissão inicial, e não como um novo manuscrito. A revisão deve também ser acompanhada de uma resposta ponto a ponto aos revisores, explicando como o manuscrito foi alterado. O nosso objetivo é que os manuscritos aceitos sejam submetidos a uma nova rodada de revisão antes de serem aceitos para publicação, por isso, por favor assegurem-se de que todas as questões levantadas foram abordadas na primeira recomendação de revisão.

Rejeitado

O artigo é declinado e as motivações são expostas. Há a possibilidade de submeter o mesmo manuscrito a revista em periódo posterior, para mais informações sobre o tempo de resubmissão clique aqui.

 (5)    Submissão e Aceitação Final

Após o artigo tiver a decisão “Aceito” e quando todas as questões editoriais estiverem resolvidas, o seu trabalho será formalmente aceito para publicação. A data de recepção indicada no artigo será a data em que o artigo original foi aprovado nas nossas verificações de controle de qualidade padrão, que se baseiam nos critérios de submissão da revista. A data de aceitação declarada no artigo será a data em que o Membro do Conselho Editorial enviou o e-mail apontando a aceitação.

Após a aceitação, são enviadas aos autores provas do seu manuscrito, mas só serão permitidas alterações ao título, à lista de autores ou a erros científicos. Todas as correções serão verificadas pelos diagramadores. Outras questões sobre tamanho de Figuras, Tabelas e Equações também poderão ser refeitos a fim de melhorar a visualização do manuscrito.

(6)    Apelações

Os autores podem pedir ao Conselho Editorial que reconsidere uma decisão de rejeição. Estes são considerados recursos, os quais, por política, devem ocupar o segundo plano em relação à carga de esforço no periódico. Na prática, isto significa que as decisões sobre os recursos podem demoram enquanto sua resposta. As decisões finais sobre os recursos serão tomadas pelo Membro do Conselho Editorial que trata do artigo.

 

 

Periodicidade

A revista tem como Quadrimestral a periodicidade de sua publicação. 

- Janeiro/Fevereiro/Março/Abril

Maio/Junho/Julho/Agosto

Setembro/Outubro/Novembro/Dezembro.

Eventuais edições especiais podem ser realizadas, a fim de prestigiar eventos acadêmicos.

As submissões mantém o sistema contínuo, ou seja, o artigo que for submetido e aceito entrará na edição mais próxima

 

Política de Acesso Livre

Esta revista proporciona acesso público a todo seu conteúdo, seguindo o princípio que tornar gratuito o acesso a pesquisas gera um maior intercâmbio global de conhecimento. Tal acesso está associado a um crescimento da leitura e citação do trabalho de um autor. Para maiores informações sobre esta abordagem, visite Public Knowledge Project, projeto que desenvolveu este sistema para melhorar a qualidade acadêmica e pública da pesquisa, distribuindo o OJS assim como outros softwares de apoio ao sistema de publicação de acesso público a fontes acadêmicas.

Declaração de Acesso Aberto - Open Access

O Acesso Aberto (Open Access) é um amplo movimento acadêmico internacional que busca acesso on-line gratuito e aberto a informações acadêmicas, como publicações e dados. Quando qualquer um pode ler, baixar, copiar, distribuir, imprimir, pesquisar e pesquisar informações, ou usá-las na educação ou de outra forma dentro dos acordos legais, a publicação é chamada de 'acesso aberto', já que não existem ou barreiras técnicas.

O acesso aberto é também o termo para um novo modelo de negócios para publicação acadêmica que disponibiliza informações de pesquisa para os leitores sem nenhum custo. Contrasta com o modelo de assinatura, no qual os leitores têm acesso a informações acadêmicas, geralmente por meio de uma biblioteca, pagando uma assinatura.

Esse movimento tem uma série de vantagens: O aumento da visibilidade e o uso de resultados de pesquisas acadêmicas; mais pessoas podem ler os resultados da pesquisa acadêmica, incluindo aqueles que, de outra forma, não conseguiriam acessar essas informações porque não podem pagar a assinatura de um periódico caro, por exemplo. Novas ideias podem ser dispersadas mais rápida e amplamente, o que por sua vez desencadeia novos estudos de pesquisa; serve como um ímpeto para o conhecimento. As empresas também têm amplo acesso às ideias científicas mais recentes, sobre as quais elas podem se basear. Uma vez que o acesso aberto também implica uma reutilização mais ampla, o conhecimento recente pode ser usado imediatamente no ensino.

Há também críticas: Em ciência e medicina, especialmente, os pesquisadores são classificados por sua capacidade de publicar em periódicos com alto fator de impacto. No entanto, leva algum tempo até que novos periódicos, tanto tradicionais quanto abertos, possam adquirir um fator de impacto. Só então eles são de interesse para os pesquisadores. O número de periódicos de acesso totalmente aberto e de alta qualidade varia enormemente entre as diferentes disciplinas. Algumas disciplinas têm muito poucas ou não são suficientes. Os pesquisadores podem receber spam de revistas de acesso aberto de qualidade muitas vezes duvidosa, que por trás dessa oferta solicita uma quantia suficiente de capital.

Os princípios do acesso aberto estão estabelecidos na Declaração de Berlim sobre Acesso Aberto ao Conhecimento em Ciências e Humanidades (2003). Esta declaração foi assinada por muitas organizações internacionais para pesquisa acadêmica, incluindo todas as universidades holandesas e organizações de pesquisa.

O Open Science contém acesso aberto a publicações acadêmicas, dados de pesquisa, ferramentas de aprendizado, software, etc. No caso de dados de pesquisa, falamos sobre dados abertos. Dados abertos oferecem muitos benefícios para a bolsa de estudos. Aumenta a visibilidade dos resultados de pesquisa, é citável graças aos identificadores de objeto digital (DOIs) e incentiva a reutilização de seus dados para novas perguntas de pesquisa e para fins de verificação.

Vale ressaltar novamente que a os princípios do acesso aberto estão estabelecidos na Declaração de Berlim sobre Acesso Aberto ao Conhecimento em Ciências e Humanidades (2003). O documento pode ser visto através do link: https://openaccess.mpg.de/Berlin-Declaration. A versão em português pode ser vista no link: https://openaccess.mpg.de/67693/BerlinDeclaration_pt.pdf

A Educação Ambiental (Brasil) está alinhada com os principípios da Declaração de Acesso Aberto.

 

Arquivamento

Esta revista utiliza o sistema LOCKSS para criar um sistema de arquivo distribuído entre as bibliotecas participantes e permite às mesmas criar arquivos permanentes da revista para a preservação e restauração. Saiba mais...

 

Esta revista utiliza o sistema ZENODO para manter os artigos em nuvem no ambiente fora do periódico, para garantir a publicidade mesmo em momentos de servidor offline. Saiba mais...

 

Triagem de Plágio: Procedimentos

Antes de iniciar o processo de Revisão por Pares, a Educação Ambiental (Brasil) mantém um sistema de triagem de plágio, que consiste nos seguintes passos abaixo:

1) O Autor submete o artigo para revista

2) O Editor utiliza o software CopySpider (https://copyspider.com.br/main/), e caso o manuscrito esteja entre as percentagens aceitas para publicação (até 3%), seguir para o processo de avaliação.

3) Editor utiliza o software Turnitin (https://ipn.turnitin.com/home/sign-in) e caso o manuscrito tenha especificações aceitáveis recomendadas pelo software, seguirá para o processo de avaliação.

 4) Inicia-se a solicitação do processo de Revisão por Pares, no qual, recomenda-se aos revisores utilizarem, além do CopySpider, outros softwares antiplágios na avaliação.

5) Caso haja incongruências no manuscrito no que se refere a plágio acadêmico ou autoplágio no processo de avaliação, no formulário de avaliação há uma aba exclusiva para esse assunto e que, caso seja preenchida negativamente, o manuscrito será rejeitado integralmente.

 

Situações excepcionais: Procedimentos

Situações excepcionais: Procedimentos

Esses procedimentos são de cunho excepcional, todavia poderão existir. Segue abaixo todo o passo a passo de como a revista desenvolverá cada processo excepcional. **

(SITUAÇÃO 1) - O que a revista fará se suspeitar de publicação redundante (duplicada). Suspeita de publicação redundante em um manuscrito submetido:

1)      Revisor informa que há uma irregularidade;

2)      Agradecer ao revisor e dizer que você planeja investigar. Os editores irão pesquisar e obter provas documentais completas, caso ainda não tenham sido fornecidas;

3)  Observar se há realmente as irregularidades propostas pelo (s) revisor (es):

3.1)  Se não tiver irregularidade:

3.1.1) Avisar aos revisores que não há irregularidade;

3.2) Se haver um pequeno tipo de irregularidade:

3.2.1) Expressar ao autor que há irregularidades e pedir para o mesmo retirar ou modificar as informações sobrepostas;

3.2.2) Avisar ao revisor e continuar a avaliação (desde que os autores modifiquem as informações);

3.3) Se haver irregularidade:

3.3.1) Cenário negativo:

3.3.1.1) Avisar ao autor que há uma irregularidade no que se refere a publicação dupla no manuscrito submetido;

3.3.1.1.1) Se o autor não responder, mandar novamente uma carta alertando a irregularidade. Se o autor persistir em não responder, rejeitar o artigo e avisar ao revisor;

3.3.2) Cenário positivo:

3.3.2.1) Avisar ao autor que há uma irregularidade no que se refere a publicação dupla no manuscrito submetido;

3.3.2.2) Se o autor responder dizendo que sabe da irregularidade, avisar ao mesmo que o artigo o manuscrito será recusado, todavia ele terá uma nova chance na revista, desde que seja modificado;

3.3.3) Avisar ao revisor sobre a decisão tomada e o desenvolvimento do processo;

(SITUAÇÃO 2) - O que a revista fará se suspeitar de publicação redundante (duplicada). Suspeita de publicação redundante em um manuscrito publicado:

1)      Leitor informa sobre possível duplicação.

2)      Agradecer ao leitor e dizer que você planeja investigar. Os editores irão pesquisar e obter provas documentais completas, caso ainda não tenham sido fornecidas.

3)      Observar se há realmente as irregularidades propostas pelo (s) revisor (es):

3.1)  Se não tiver irregularidade:

3.1.1) Avisar ao leitor que não há irregularidade.

3.2) Se haver irregularidade:

3.2.1) Avisar ao autor do trabalho que há uma redundante publicação no manuscrito publicado;

3.2.2) Se o autor não responder, a revista reforçará as condutas do autor;

3.2.3) Se o autor responder, avisaremos sobre a conduta para o autor e reforçaremos que não toleraremos publicações semelhantes vinda dele como primeiro ou co-autor;

(SITUAÇÃO 3) - O que a revista fará se suspeitar de plágio acadêmico em trabalhos submetidos. Suspeita de plágio em um manuscrito submetido:

1)      Revisor informa que há uma irregularidade no que tange ao plágio.

2)      Agradecer ao revisor e dizer que você planeja investigar. Os editores irão pesquisar e obter provas documentais completas, caso ainda não tenham sido fornecidas.

3)      Observar se há realmente as irregularidades propostas pelo (s) revisor (es):

3.1)    Se não tiver irregularidade:

3.1.1) Avisar aos revisores que não há irregularidade;

3.2) Se haver um pequeno tipo de irregularidade:

3.2.1) Expressar ao autor que há irregularidades e pedir para o mesmo retirar ou modificar as informações com plágio;

3.2.2) Avisar ao revisor e continuar a avaliação (desde que os autores modifiquem as informações);

3.3) Se haver irregularidade:

3.3.1) Avisar ao autor que há uma irregularidade no que se refere ao plágio submetido;

3.3.2) Rejeitar o manucrito.

 

(SITUAÇÃO 4) - O que a revista fará se suspeitar de plágio em manuscrito publicado. Suspeita de plágio em um manuscrito publicado:

1)      Leitor informa que há uma irregularidade no que tange ao plágio.

2)      Agradecer ao leitor e dizer que você planeja investigar. Os editores irão pesquisar e obter provas documentais completas, caso ainda não tenham sido fornecidas.

3)      Observar se há realmente as irregularidades propostas pelo (s) leitor (es):

3.1)   Se não tiver irregularidade:

3.1.1) Avisar aos leitores que não há irregularidade.

3.2) Se haver um pequeno tipo de irregularidade:

3.2.1) Expressar ao autor que há irregularidades e pedir para o mesmo retirar ou modificar as informações com plágio;

3.2.2) Avisar aos outros leitores na revista sobre a atividade de plágio, omitir a versão com plágio e incluir a versão corrigida numa nova versão;

3.3) Se haver irregularidade:

3.3.1) Cenário negativo:

3.3.1.1) Avisar ao autor que há uma irregularidade no que se refere ao plágio no trabalho publicado;

3.3.1.1.1) Se o autor não responder, mandar novamente uma carta alertando a irregularidade. Se o autor persistir em não responder, apagar o artigo da revista avisar aos leitores sobre a atividade e o desenvolvimento do processo;

3.3.2) Cenário positivo:

3.3.2.1) Avisar ao autor que há uma irregularidade no que se refere a plágio na publicação;

3.3.2.2) Se o autor responder dizendo que sabe da irregularidade, avisar ao mesmo que o artigo o manuscrito será retirado da revista de forma integral. Contudo o mesmo poderá ter uma nova chance na revista, desde que seja modificado;

3.3.3) Avisar aos leitores sobre a decisão tomada e o desenvolvimento do processo.

(SITUAÇÃO 5) - O que a revista fará se suspeitar de dados fabricados - não reais. Dados fabricados suspeitos em um manuscrito submetido:

1)    Revisor suspeita e informa que há uma irregularidade no que tange aos dados;

2)     Pedir opinião acerca do assunto para um segundo revisor da área em questão;

3)      Agradecer aos revisores e dizer que você planeja investigar. Os editores irão pesquisar e obter provas documentais completas, caso ainda não tenham sido fornecidas.

4)      Observar se há realmente as irregularidades propostas pelo (s) revisor (es):

4.1)   Se não tiver irregularidade:

4.1.1) Avisar aos revisores que não há irregularidade e aconselhar a continuação do artigo;

4.2) Se haver um pequeno tipo de irregularidade:

4.2.1) Expressar ao autor que há irregularidades e pedir possíveis esclarecimentos somados a uma retirada ou modificações das informações no manuscrito;

4.2.2) Avisar aos revisores na revista sobre a atividade inadequada com os dados e os procedimentos que foram pedidos anteriormente;

4.3) Se haver irregularidade:

4.3.1) Cenário negativo:

4.3.1.1) Avisar ao autor que há uma irregularidade no que se refere aos dados trabalho submetido;

4.3.1.1.1) Se o autor não responder, mandar novamente uma carta alertando a irregularidade. Se o autor persistir em não responder, rejeitar o artigo e avisar aos revisores sobre a atividade e o desenvolvimento do processo;

4.3.2) Cenário positivo:

4.3.2.1) Avisar ao autor que há uma irregularidade no que se refere aos dados no artigo submetido;

4.3.2.2) Se o autor responder dizendo que sabe da irregularidade, avisar ao mesmo que o artigo o manuscrito será rejeitado da revista. Contudo o mesmo poderá ter uma nova chance na revista, desde que seja modificado;

4.3.3) Avisar aos revisores sobre a decisão tomada e o desenvolvimento do processo.

(SITUAÇÃO 6) - O que a revista fará se suspeitar de dados fabricados em artigos já publicados. Dados fabricados suspeitos em um manuscrito publicado:

1)    Leitor suspeita e informa que há uma irregularidade no que tange aos dados;

2)     Pedir opinião acerca do assunto para um segundo leitor da área em questão;

3)      Agradecer aos leitores e dizer que você planeja investigar. Os editores irão pesquisar e obter provas documentais completas, caso ainda não tenham sido fornecidas.

4)      Observar se há realmente as irregularidades propostas pelo (s) leitor (es):

4.1)   Se não tiver irregularidade:

4.1.1) Avisar aos leitores que não há irregularidade e manter o artigo publicado.

4.2) Se haver um pequeno tipo de irregularidade:

4.2.1) Expressar ao autor que há irregularidades e pedir possíveis esclarecimentos somados a uma retirada ou modificações das informações no manuscrito;

4.2.2) Avisar aos leitores na revista sobre a atividade inadequada com os dados e os procedimentos que foram pedidos anteriormente. Uma nota de esclarecimento será a forma de exposição dessa informação;

4.3) Se haver irregularidade:

4.3.1) Cenário negativo:

4.3.1.1) Avisar ao autor que há uma irregularidade no que se refere aos dados trabalho submetido;

4.3.1.1.1) Se o autor não responder, mandar novamente uma carta alertando a irregularidade. Se o autor persistir em não responder, excluir o artigo da revista e avisar aos leitores sobre a atividade e o desenvolvimento do processo. Uma nota de esclarecimento será a forma de exposição dessa informação;

4.3.2) Cenário positivo:

4.3.2.1) Avisar ao autor que há uma irregularidade no que se refere aos dados no artigo submetido;

4.3.2.2) Se o autor responder dizendo que sabe da irregularidade, avisar ao mesmo que o artigo o manuscrito será excluído da revista. Contudo o mesmo poderá ter uma nova chance na revista, desde que seja modificado com os dados reais;

4.3.3) Avisar aos leitores sobre a decisão tomada e o desenvolvimento do processo através de uma nota de esclarecimento.

(SITUAÇÃO 7) - Mudanças na autoria: Autor correspondente solicita adição/remoção de autor extra antes da publicação

1)  Autor pede a remoção ou adição de um autor no manuscrito

2) Editor pedirá uma justificativa para tal ato ocorrer.

3) Pós justificativa, o editor perguntará, via e-mail, se todos os outros colaboradores do artigo concordam ou discordam.

3.1) Cenário positivo:

3.1.1) Se concordar, será pedido uma nova carta de concordância e a inclusão ou remoção do autor;

3.1.2) Avaliação do manuscrito segue.

3.2) Cenário negativo:

3.2.1) Autores não concordam;

3.2.2) O artigo é automaticamente rejeitado.

4) Revisores e autores do manuscrito são informados da decisão.

(SITUAÇÃO 8) - Mudanças na autoria: Pedido de adição/remoção de autor extra após a publicação

1)  Autor pede a remoção ou adição de um autor no manuscrito.

2) Editor pedirá uma justificativa para tal ato ocorrer.

3) Pós justificativa, o editor perguntará, via e-mail, se todos os outros colaboradores do artigo concordam ou discordam.

3.1) Cenário positivo:

3.1.1) Se concordar, será pedido uma nova carta de concordância e a inclusão ou remoção do autor.

3.1.2) Uma publicação de correção será aplicada na revista.

3.2) Cenário negativo:

3.2.1) Autores não concordam.

3.2.2) O artigo publicado mantém-se na revista com os nomes originais.

3.2.3) Se haver apelação por parte dos autores em incluir ou remover, enquadrar o manuscrito na situação 6 (ver Situação 6) sobre a irregularidade de dados enviados para a revista.

 --

**Vale ressaltar que os pontos vão de acordo com a política de boas práticas oriunda da COPE, sendo um documento modificado e traduzido das recomendações da mesma (vide link: https://publicationethics.org/files/Full%20set%20of%20flowcharts.pdf)

 

Declaração de ética e boas práticas de publicação - COPE

Declaração de ética e boas práticas de publicação:


A Educação Ambiental (Brasil) - EABRA é um periódico revisado por pares, comprometido em garantir os mais altos padrões de ética em publicação. Todas as partes envolvidas no ato de publicar (editores, autores, revisores e editor) devem concordar com padrões de comportamento ético. Os seguintes princípios para publicação estão de acordo no Código de Conduta e Diretrizes de Melhores Práticas para Editores de Revistas do Comitê de Ética na Publicação - COPE (disponível em http://publicationethics.org/). **

- RESPONSABILIDADES DO EDITOR E DO CONSELHO EDITORIAL DA EABRA - 

O editor e o conselho editorial da EABRA são responsáveis por:

- Decidir qual dos manuscritos submetidos à revista deve ser publicado. Ao tomar essas decisões, elas são guiadas pelas políticas da revista (que podem ser encontradas nas guias Sobre > Submissões em (https://educacaoambientalbrasil.com.br/index.php/EABRA/about) e por requisitos legais relacionados a difamação, violação de direitos autorais e plágio. ;

- Fornecer orientação aos editores convidados, autores e revisores sobre tudo o que se espera deles e também uma descrição dos processos de revisão por pares;

- Fornecer aos novos membros do conselho editorial orientações sobre tudo o que se espera deles e manter os atuais membros atualizados sobre novas políticas e desenvolvimentos;

- Avaliar os manuscritos exclusivamente com base em seu mérito acadêmico e intelectual, sem levar em consideração a raça, a idade, o sexo, a orientação sexual, a deficiência, a origem étnica, a crença religiosa, a cidadania, a orientação política ou a classe social do autor;

- Assegurar uma revisão por pares imparcial dos manuscritos, e que todas as informações relacionadas a eles sejam mantidas em sigilo. Os editores também devem garantir que as identidades dos revisores sejam protegidas;

- Assegurar que revisores apropriados sejam selecionados, de acordo com a sua respectiva atividade intelectual;

- Desenvolver e manter um banco de dados de revisores adequados e atualizá-lo com base no desempenho do revisor;

- Garantir que os materiais não publicados divulgados em um manuscrito submetido não sejam utilizados em pesquisas de um editor sem o consentimento expresso por escrito do autor;

- Tomar medidas de resposta razoáveis quando forem apresentadas queixas éticas relativas a um manuscrito submetido ou publicado. Em casos de suspeita de má conduta, eles seguem os fluxogramas do COPE, disponíveis em http://publicationethics.org/files/Full%20set%20of%20flowcharts.pdf e nas recomendações concebidas pelos processos decididos pela COPE, disponíveis em: https://publicationethics.org/core-practices;

- Publicando correções, esclarecimentos, retratações e desculpas sempre que necessário. 

- RESPONSABILIDADES DOS EDITORES CONVIDADOS -

Editores convidados são responsáveis por:

- Definir o objeto e o papel de cada artigo em uma edição temática;

- Fornecer orientações claras aos autores sobre o tema, os limites de suas contribuições e o design geral da questão;

- Assegurando em colaboração com o conselho editorial, que os revisores apropriados sejam selecionados para todos os artigos (tenham sido comissionados ou apresentados como resultado de uma chamada de trabalhos);

- Estabelecer um cronograma para submissão de artigos em rascunho, revisão por pares, revisão e submissão final de artigos com o conselho editorial executivo, e garantir que todos os prazos sejam cumpridos; 

- RESPONSABILIDADES DOS REVISORES - 

Os revisores são responsáveis por:

- A revisão por pares auxilia o editor e o conselho editorial executivo da EABRA na tomada de decisões editoriais e, através da comunicação editorial com o autor, também pode auxiliar o autor na melhoria do manuscrito;

- Qualquer revisor convidado que se sinta desqualificado para revisar a pesquisa relatada em um manuscrito ou saiba que sua revisão oportuna será impossível deve notificar imediatamente o editor para que revisores alternativos possam ser contatados;

- Quaisquer manuscritos recebidos para revisão devem ser tratados como documentos confidenciais;

- Informações privilegiadas ou ideias obtidas por meio de revisão por pares devem ser mantidas confidenciais e não usadas para vantagem pessoal;

- Os revisores devem se reportar ao editor do EABRA se estiverem cientes da violação de direitos autorais e do plágio por parte do autor;

- As revisões devem ser conduzidas objetivamente, e as observações devem ser formuladas claramente com argumentos de apoio, para que os autores possam usá-las para melhorar o trabalho como um todo;

- Os revisores avaliam manuscritos baseados em conteúdo sem considerar a raça, idade, sexo, origem étnica, orientação sexual, deficiência, crença religiosa, cidadania, orientação política ou classe social dos autores;

- Os revisores não devem considerar manuscritos em que tenham conflitos de interesse resultantes de relações ou conexões competitivas, colaborativas ou outras com qualquer um dos autores, empresas ou instituições ligadas aos documentos.

- RESPONSABILIDADES DOS AUTORES -

- Autores de trabalhos de pesquisa originais devem apresentar um relato preciso do trabalho realizado, bem como uma discussão objetiva de seu significado. Os dados subjacentes devem ser representados com precisão no manuscrito. Declarações fraudulentas ou conscientemente imprecisas constituem um comportamento antiético e são inaceitáveis;

- Os autores não devem submeter o mesmo manuscrito simultaneamente a mais de uma publicação de cada vez. Isso constitui um comportamento de publicação antiético e é inaceitável. Caso os autores desejem suspender a submissão do manuscrito, entre em contato com a revista;

- Os autores devem garantir que tenham escrito trabalhos originais e que qualquer trabalho ou palavras de outros autores, colaboradores ou fontes tenham sido apropriadamente creditados e referenciados;

- Os autores que submetam seus trabalhos à EABRA para publicação como artigos originais confirmam que os trabalhos submetidos representam suas próprias contribuições e não foram copiados ou plagiados, no todo ou em parte, de outras obras sem citar claramente a fonte. Os autores devem citar publicações que tenham influenciado na determinação da natureza do trabalho relatado;

- O plágio em todas as suas formas constitui um comportamento editorial antiético e é inaceitável;

- Os autores devem garantir que o manuscrito não tenha sido publicado em outro lugar. Caso o manuscrito já esteja publicado em outro local, os autores e a revista/órgão/instituição que mantém sob seus domínios a publicação devem concordar em ceder os direitos para a EABRA;

- A autoria deve ser limitada àqueles que contribuíram significativamente para a concepção, desenho, execução ou interpretação do estudo relatado. Todos aqueles que fizeram contribuições significativas devem ser listados como co-autores. Outros que participaram de certos aspectos substantivos do projeto de pesquisa devem ser reconhecidos ou listados como contribuintes;

- O autor correspondente da revista deve assegurar que todos os coautores apropriados sejam incluídos na lista de autores do manuscrito, e que haja um consenso total de todos os coautores na aprovação da versão final do trabalho e sua submissão para publicação. ;

- Os autores devem divulgar conflitos de interesse financeiros ou outros que possam influenciar os resultados ou a interpretação de seu manuscrito. Todas as fontes de apoio financeiro devem ser divulgadas;

- Quando um autor descobre um erro significativo ou imprecisão em seu próprio trabalho publicado, é obrigação do autor notificar prontamente os editores da revista e cooperar com eles para retirar ou corrigir o manuscrito.

--

** Este documento foi uma tradução e adaptação da declaração de boas práticas de publicação e manejo de revistas com base no Código de Conduta e Diretrizes de Melhores Práticas para Editores de Revistas do Comitê de Ética na Publicação - COPE (disponível em http://publicationethics.org/).

 

Declaração de São Francisco sobre a Pesquisa - DORA

Declaração de São Francisco sobre Avaliação da Pesquisa - DORA:

Há uma necessidade urgente de melhorar a maneira pela qual as agências de financiamento, as instituições acadêmicas e outros grupos avaliam a produção da pesquisa científica. Para tratar dessa questão, um grupo de editores de periódicos acadêmicos se reuniu durante o Encontro Anual da Sociedade Americana de Biologia Celular (American Society for Cell Biology - ASCB) em São Francisco, Califórnia, em 16 de dezembro de 2012. O grupo desenvolveu uma série de recomendações, chamada de Declaração de São Francisco sobre Avaliação da Pesquisa. Convidamos todos os interessados de todas as áreas do conhecimento para demonstrar seu apoio adicionando seus nomes a essa Declaração. A Declaração DORA está disponível em português em: https://sfdora.org/wp-content/uploads/2018/11/DORA_Brazilian-Portuguese.pdf

A Educação Ambiental (Brasil) - EABRA alinhado com as políticas de acesso aberto (Open Access), concorda e tentam seguir as recomendações indicadas pela Declaração de São Francisco sobre Avaliação da Pesquisa - DORA, sobretudo em seus respectivos pontos referentes aos Editores

Para editores:

6. Reduza consideravelmente a ênfase no fator de impacto da revista como uma ferramenta promocional, idealmente deixando de promover a sua utilização ou apresentando a métrica no contexto de uma variedade de outras métricas baseadas em revistas (por exemplo, fator de impacto de 5 anos, Eigenfactor, SCImago, índice h, tempo de edição e de publicação, etc.) que forneçam uma visão mais ampla do desempenho da revista.

(Sobre o tópico 6, a EABRA tenta ser indexada em diversas bases de dados, nas quais, as métricas são condicionadas pelos respectivos - ou não -).

7. Disponibilize uma variedade de métricas em nível de artigo para incentivar uma mudança em direção à avaliação com base no conteúdo científico de um artigo, em oposição às métricas de publicação do periódico no qual foi publicado.

(Sobre o tópico 7, a EABRA não obriga em seu modelo para submissão de trabalhos o uso de artigos que estão em revistas com Fator de Impacto - FI. Além disso, a indexação dos artigos aceitos em outras bases da dados incentivam os leitores e pesquisadores a observar outras bases e consequentemente outras métricas).

8. Incentive as práticas de autoria responsável e o fornecimento de informações sobre as contribuições específicas de cada autor.

(Sobre o tópico 8, a EABRA em seu ultimo modelo de submissão de trabalhos, aconselha seus autores, após a aceitação do manuscrito a elencar acerca das contribuição específicas de cada autor).

9. Independentemente de a revista ter acesso aberto ou por assinatura, remova todas as limitações à reutilização de listas de referência em artigos de pesquisa e disponibilize as sob a Dedicação ao Domínio Público identificada como CC0 da Creative Commons.

(Sobre o tópico 9, a EABRA disponibiliza os artigos dedicando ao Domínio Creative Commons - CC Atribuição Não Comercial 4.0 CC-BY-NC [Os artigos podem ser compartilhados e seus assuntos podem ser modificados, desde que o devido crédito seja aplicado de forma integral e não seja usado para fins comerciais] (para mais informações sobre a licença, (https://creativecommons.org/licenses/by-nc/4.0)).

10. Remova ou reduza as restrições relacionadas ao número de referências em artigos de pesquisa e, quando possível, exija a citação de literatura primária em vez de artigos de revisão, de forma a dar créditos para o(s) grupo(s) que primeiro relataram um resultado de pesquisa.

(Sobre o tópico 10, a EABRA não restringe numeros de referências nos manuscritos submetidos).

 Vale ressaltar que a Declaração DORA está disponível em português em: https://sfdora.org/wp-content/uploads/2018/11/DORA_Brazilian-Portuguese.pdf

 

Educação Ambiental (Brasil) - EABRA

 

Política de incentivo a pesquisa (Waiver Policy)

No Brasil:

Para incentivar a pesquisa em ambientes de dificuldades para obtenção de dados, sejam eles remotos ou de coleta no Brasil, a Educação Ambiental (Brasil) dará uma atenção especial para pesquisas realizadas nas regiões Nordeste e Norte e Centro Oeste, sobretudo os territórios mais interioranos.

Em outros países:

Para outras regiões do mundo, pesquisas em qualquer um dos seguintes países que foram classificados pelo Banco Mundial como economias de baixa renda ou economias de renda média-baixa em julho de 2018 e que têm um Rendimento Nacional Bruto de 2017 (RNB) de menos de 200 bilhões de dólares norte-americanos terão prioridade na avaliação.

 

Sobre a recusa de artigos

SOBRE RECUSA DE ARTIGOS: 

A) Como diz as Diretrizes básicas para autores ressaltamos que arquivos fora do modelo da revista (Sem cabeçalho da revista, muitas normas inadequadas, etc), não serão avaliados. Nesse caso ele se enquadrará ao ponto "B" e só poderá ser submetidos novamente após o intervalo de 4 meses.

B) OS ARTIGOS RECUSADOS PELA REVISTA PELA AUSÊNCIA DE DOCUMENTOS PODEM SER SUBMETIDOS APÓS O INTERVALO DE 4 MESES

C) OS ARTIGOS RECUSADOS PELA REVISTA POR SOLICITAÇÃO DOS AVALIADORES PODEM SER SUBMETIDOS NOVAMENTE APÓS O INTERVALO DE 6 MESES. 

D) OS ARTIGOS COM DECISÃO EDITORIAL APLICADA, CASO NÃO SEJA SUBMETIDO UMA NOVA VERSÃO SOLICITADA OU NÃO TENHA JUSTIFICADO A AUSÊNCIA DO AUTOR CORRESPONDENTE, SERÃO RECUSADOS NO INTERVALO DE 1 MÊS (PODENDO SER SUBMETIDO NOVAMENTE APÓS 6 MESES)

E) ARTIGOS ENQUADRADOS EM SITUAÇÕES EXCEPCIONAIS E RECUSADOS NÃO TERÃO MAIS OPORTUNIDADE DE SEREM SUBMETIDOS NA EABRA

 

Indexadores

Indexações

               

 

Métricas Gerais :